• search
  • Entrar — Criar Conta

Um poema profético

Embora tenha como praxe não publicar poemas, exceto quando associados a textos em prosa, Navegos abre exceção em consideração à pertinência do poema escrito por Kathleen O´Meara, que parece ter sido inspirado premonitoriamente nos terríveis dias que vivemos em todo o mundo, sob a ameaça do vírus chinês.

*Da Redação

Há poucas informações sobre a escritora Kathleen O´Meara, nascida na Irlanda, em plena época vitoriana e falecida em Paris. Segundo a Wipédia, não de todo confiável, era filha O’Meara, nasceu em Dublin em 1839 e emigrou para a França quando ela era criança. Seu avô,Barry Edward O`Meara, tinha sido médico do Imperador Napoleão e por esta razão sua mãe tinha uma pensão do Estado francês.

O’Meara escreveu romances que foram baseados em torno de catolicismo e escreveu biografias de líderes católicos. Seus editores tentaram reduzir qualquer discriminação pré-concebida, dando-lhe o nom-de-plume menos católica da Graça Ramsay.

Ela era correspondente em Paris do The Tablet, uma revista católica britânica líder.

O’Meara morreu em Paris em 1888. Não há registros biográficos seus. Publicou o livro Oliveiras e chaparros. O poema abaixo transcrito parece ter sido escrito para os dias atuais.

*Kathleen O’Meara (1839-1888)

E as pessoas ficaram em casa
E leram livros e ouviram
E descansaram e se exercitaram
E fizeram arte e brincaram
E aprenderam novas maneiras de ser
E pararam
E ouviram fundo
Alguém meditou
Alguém orou
Alguém dançou
Alguém conheceu sua sombra
E as pessoas começaram a pensar de forma diferente
E pessoas se curaram
E na ausência de pessoas que viviam de maneiras ignorantes,
Perigosas, sem sentido e sem coração,
Até a Terra começou a se curar
E quando o perigo terminou
E as pessoas se encontraram
Lamentaram pelas pessoas mortas
E fizeram novas escolhas
E sonharam com novas visões
E criaram novos modos de vida
E curaram a Terra completamente.

A casa onde nasceu Khatleen O´Meara, na Irlanda, de onde saiu para a França aos quatro anos de idade, onde faleceu. Escritora e poetisa, era discrimanada na Inglaterra por ser católica.

Política de Privacidade — Garantir a confidencialidade dos dados pessoais dos usuários é de alta importância para nós, todas as informações pessoais relativas a membros, assinantes, clientes ou visitantes que utilizam nossos sistemas serão tratadas em concordância com a Lei da Proteção de Dados Pessoais de 26 de Outubro de 1998 (Lei n.º 67/98). As informações pessoais recolhidas podem incluir nome, e-mail, telefone, endereço, data de nascimento e/ou outros. O uso de nossos sistemas pressupõe a aceitação deste Acordo de Privacidade. Reservamos o direito de alterar este acordo sem aviso prévio, por isso recomendamos que você verifique nossa política de privacidade regularmente para manter-se atualizado(a). Anúncios — Assim como outros sites, coletamos e utilizamos informações contidas em anúncios, como seu endereço de IP (Internet Protocol), seu ISP (Internet Service Provider), o navegador utilizado nas visitas a nossos sites (Chrome/Safari/Firefox), o tempo de visita e quais páginas foram visitadas. Sites de Clientes — Possuímos ligação direta com os sites de nossos clientes, os quais podem conter informações/ferramentas úteis para seus visitantes. Nossa política de privacidade não se aplica a sites de clientes, caso visite outro site a partir do nosso, deverá ler sua própria politica de privacidade. Não nos responsabilizamos pela política de privacidade ou conteúdo presente nesses sites. Para maiores informações, entre em contato conosco.