• search
  • Entrar — Criar Conta

O mundo que não se enxerga

Pensador e defensor da Razão, articulista questiona o desacerto de um mundo líquido e inconsistente que vive apenas no presente e à superfície de tudo.

*Alex Pipkin, PhD

[email protected]

Laranja é laranja; limão é limão.

Se quiseres ver uma laranja mais verde ou limão amarelado, sem problemas! O que importa pra mim é o suco, bom. O que genuinamente conta, são pensamentos pensados e ditos.

Evidentemente, com razão.

Que mundo! Faltam e abundam intelectuais. Faltam aqueles que pensam sobre laranja, limão, pera, para melhorar, utilmente o mundo. Abundam retóricas supostamente inteligentes, rebuscadas e estéticas que não servem para nada; isso mesmo, nada!

O mundo de hoje está repleto de jovens que querem viver “por procuração”, gozar sem sofrer, pensar que são sem pensar profundamente, e ascender sem obrigatória caminhada.

Ah, como são amplas e variadas as janelas para quem já esteve lá fora fazendo; como são estimuladoras e transformadoras! A experiência nos permite enxergar um erro quando o cometemos novamente…

Pois é, mas o mundo de hoje está cheio de leitores de orelhas de livros e de consultores com um ou dois anos de experiência empresarial, querendo ditar regras para estudiosos e viajantes grisalhos.

O mundo de hoje é contra quase tudo e todos, ressentido – algumas vezes até com razão – mas sem arrazoamento para dizer.

O mundo de hoje progrediu cientificamente e empobreceu culturalmente.
Grande parte do mundo que deseja liberdade – sem racionalidade e sem responsabilidade – e que pensa ser livre, está preso na mediocridade, no doce e sedutor “mundo fácil” do agora.

Que mundo complexo, em que não se enxerga aquilo que está na frente da face!

Paradoxal; ao mesmo tempo só se desejam os prazeres do imediatismo daquilo que está na frente.

O ser humano, embora possua a distintiva capacidade cognitiva para enxergar e planejar o adiante, padece de racionalidade.

Só tem mirado o umbigo, e o deleitável viés do presente, sempre abastado de recompensas de curto prazo em vez de colheitas mais produtivas no longo prazo.

Não, não sou saudosista, mas que mundo é esse?

Política de Privacidade — Garantir a confidencialidade dos dados pessoais dos usuários é de alta importância para nós, todas as informações pessoais relativas a membros, assinantes, clientes ou visitantes que utilizam nossos sistemas serão tratadas em concordância com a Lei da Proteção de Dados Pessoais de 26 de Outubro de 1998 (Lei n.º 67/98). As informações pessoais recolhidas podem incluir nome, e-mail, telefone, endereço, data de nascimento e/ou outros. O uso de nossos sistemas pressupõe a aceitação deste Acordo de Privacidade. Reservamos o direito de alterar este acordo sem aviso prévio, por isso recomendamos que você verifique nossa política de privacidade regularmente para manter-se atualizado(a). Anúncios — Assim como outros sites, coletamos e utilizamos informações contidas em anúncios, como seu endereço de IP (Internet Protocol), seu ISP (Internet Service Provider), o navegador utilizado nas visitas a nossos sites (Chrome/Safari/Firefox), o tempo de visita e quais páginas foram visitadas. Sites de Clientes — Possuímos ligação direta com os sites de nossos clientes, os quais podem conter informações/ferramentas úteis para seus visitantes. Nossa política de privacidade não se aplica a sites de clientes, caso visite outro site a partir do nosso, deverá ler sua própria politica de privacidade. Não nos responsabilizamos pela política de privacidade ou conteúdo presente nesses sites. Para maiores informações, entre em contato conosco.