• search
  • Entrar — Criar Conta

O comunismo-fantasma da Terra Plana

Colaborador de Navegos talha e descreve em poucas palavras o fato novo do comunismo globalizado

*Paulo Martins

O comunismo da China, só não vê quem não quer, é feito para inglês ver. Não há no mundo hodierno povo mais selvagemente capitalista que os conterrâneos de Confúcio.

Aliás, o drama americano é exatamente este: os EUA sabem que a ampulheta foi virada e serão suplantados pela agenda econômica dos amarelos. A efeméride está lá, marcada no calendário.

Ditadura ultraconservadora, mas respaldada no apoio leniente da maior população do planeta, o império chinês se dá ao luxo de, ora veja, dizer-se comunista!…

Tudo não passa de alegoria retórica, porém. Na prática, o comunismo chinês é tão válido quanto legítima é a palavra da Rainha de Windsor sobre os destinos políticos do Reino Unido…

Que se saiba, o que ainda subsistia de comunismo no mundo ruiu com os destroços do Muro de Berlim faz mais de três décadas – para ser mais preciso, na noite de 9 para 10 de novembro de 1989.

Guerra Fria, Glasnost, Perestroika, tudo isso são páginas viradas. E não há mais ambiente – moral e tampouco político – para uma reviravolta no tempo.

A queda do Muro da Vergonha (aquele que caiu de podre) acelerou o fim dos regimes comunistas tradicionais e foi crucial para o surgimento do mundo globalizado que temos hoje.

Habituada contudo a posar de civilização mais atrasada das galáxias, a América Latina ainda cultiva o prazer mórbido de conservar em formol os fantasmas históricos de sua paranoia totalitária.

Tanto à esquerda como à direita, diga-se de passagem. Não sem razão, radicais mostram dificuldades cognitivas para perceber quando e como erram.

Pode parecer estranho, mas extremistas têm maior confiança em seu próprio julgamento. Quem sabe é porque, como afirmava o bruxo Golbery do Couto e Silva, “os extremos estão mais próximos entre si do que em relação ao centro”?

Política de Privacidade — Garantir a confidencialidade dos dados pessoais dos usuários é de alta importância para nós, todas as informações pessoais relativas a membros, assinantes, clientes ou visitantes que utilizam nossos sistemas serão tratadas em concordância com a Lei da Proteção de Dados Pessoais de 26 de Outubro de 1998 (Lei n.º 67/98). As informações pessoais recolhidas podem incluir nome, e-mail, telefone, endereço, data de nascimento e/ou outros. O uso de nossos sistemas pressupõe a aceitação deste Acordo de Privacidade. Reservamos o direito de alterar este acordo sem aviso prévio, por isso recomendamos que você verifique nossa política de privacidade regularmente para manter-se atualizado(a). Anúncios — Assim como outros sites, coletamos e utilizamos informações contidas em anúncios, como seu endereço de IP (Internet Protocol), seu ISP (Internet Service Provider), o navegador utilizado nas visitas a nossos sites (Chrome/Safari/Firefox), o tempo de visita e quais páginas foram visitadas. Sites de Clientes — Possuímos ligação direta com os sites de nossos clientes, os quais podem conter informações/ferramentas úteis para seus visitantes. Nossa política de privacidade não se aplica a sites de clientes, caso visite outro site a partir do nosso, deverá ler sua própria politica de privacidade. Não nos responsabilizamos pela política de privacidade ou conteúdo presente nesses sites. Para maiores informações, entre em contato conosco.