• search
  • Entrar — Criar Conta

Dois artistas brasileiros e um momento

Artista mineiro-goiano, de sua chácara em Giverny, medita com os seus botões sobre a dicotomia entre dois artistas de sua predileção.

*Nonatto Coelho

Reflexões com meus botões, em um sábado de pandemia em meu Estúdio de Giverny, sob o olhar da arte, em uma visão ambivalente de dois artistas brasileiros:

Ambos lidam com a figuração ou o figurativo (como queiram), o primeiro tem na paisagem natural o seu interesse conceitual, o segundo na “paisagem” da alma humana.

Pra que eu estou expondo essas reflexões aqui como ponto provocativo?

A resposta é simples, apenas para efeitos comparativos de que a vocação da arte é a dilatação de pontos de vista,  e essa condição, em meu entender é o ponto principal a ser equalizado no mundo pós pandemia, assim pelo menos eu espero…. Senão vejamos: depois de no mínimo 12 mil anos (a começar pela arte rupestre, no qual eu a chamo de arte spiliográfica, para situa-la em uma imperfeita tradução para o grego moderno) a arte perpassa todos as grandes revoluções, registra essas transformações no seio da sociedade que a gera, e sobrevive pra contar sua história pessoal, e da sociedade que gravita ao redor do demiurgo, que dizem, ser a imagem e semelhança do criador Supremo. Aqui temos uma controvérsia semântica, mas não quero polemizar o tema.

Pois bem, nos 07 Estados já tradicionais da arte (Figurativo, Abstrato, Construtivo, Conceitual Performático, Tecnológico e Arte Objetual) talvez a pintura seja a que desperta maior interesse social, por várias razões óbvias que demanda tempo e maiores estudos para comparações…

Mas aqui temos o prazer de ver simplesmente duas vertentes, que em meu entender dá prazer aos olhos e comovem espíritos.

Vejam vocês e digam a sua opinião.

Para um estudante do tema, essas imagens aparentemente antagônicas, pode literalmente remeter a saborosa querela entre os filósofos Pre-Socráticos, especialmente Platão e Aristóteles, pois sabemos que o primeiro achava que a arte tinha que agradar a retina, o segundo pregava que o destino da arte era provocara a mente… e aqui, não fico em cima do muro, pois acho que os 02 estavam corretos. Ah, para mim toda arte é conceitual, e Curador que não sabe disso, é apenas um iconoclasta pagão, anátema do nosso meio.

Política de Privacidade — Garantir a confidencialidade dos dados pessoais dos usuários é de alta importância para nós, todas as informações pessoais relativas a membros, assinantes, clientes ou visitantes que utilizam nossos sistemas serão tratadas em concordância com a Lei da Proteção de Dados Pessoais de 26 de Outubro de 1998 (Lei n.º 67/98). As informações pessoais recolhidas podem incluir nome, e-mail, telefone, endereço, data de nascimento e/ou outros. O uso de nossos sistemas pressupõe a aceitação deste Acordo de Privacidade. Reservamos o direito de alterar este acordo sem aviso prévio, por isso recomendamos que você verifique nossa política de privacidade regularmente para manter-se atualizado(a). Anúncios — Assim como outros sites, coletamos e utilizamos informações contidas em anúncios, como seu endereço de IP (Internet Protocol), seu ISP (Internet Service Provider), o navegador utilizado nas visitas a nossos sites (Chrome/Safari/Firefox), o tempo de visita e quais páginas foram visitadas. Sites de Clientes — Possuímos ligação direta com os sites de nossos clientes, os quais podem conter informações/ferramentas úteis para seus visitantes. Nossa política de privacidade não se aplica a sites de clientes, caso visite outro site a partir do nosso, deverá ler sua própria politica de privacidade. Não nos responsabilizamos pela política de privacidade ou conteúdo presente nesses sites. Para maiores informações, entre em contato conosco.