• search
  • Entrar — Criar Conta

Cioran chega a Paris

Em entrevista publicada em Livros Pendurados, um dos maiores filósofos do nosso tempo, mestre do pessimismo recorda seus primeiros anos em Paris.

*Emil Cioran

“Quando cheguei a Paris, imediatamente compreendi que o interesse desta cidade era a possibilidade que me oferecia viver ao lado de pessoas propriamente ociosas. Eu mesmo sou um exemplo de ociosidade: nunca trabalhei na minha vida, nunca tive um ofício, exceto uma vez, durante um ano na Romênia, quando ensinei Filosofia em Brasov. Era insuportável. E essa também foi a razão pela qual vim para Paris. Em seu próprio país, é preciso fazer algo, mas não necessariamente quando se vive no exterior. Tive a alegria de viver mais de quarenta anos da minha vida na ociosidade e – como posso dizer? – sem Estado. O que é interessante sobre Paris é, eu acho, que se pode, que se deve viver como um estrangeiro radical, para que não se pertença a uma nação, mas apenas a uma cidade. Eu me sinto de certo modo parisiense,

(…) São dois livros que, para mim, representam, expressam Paris. Para começar, aquele livro de Rilke, Os Cadernos de Malte Laurids Brigge , e depois o primeiro livro de Henry Miller, Trópico de Câncer , que mostra uma Paris diferente da de Rilke, até o oposto, a Paris dos bordéis, prostitutas e cafetões, a Paris de lama. E é também aquela Paris que conheci: (…) a Paris dos homens solitários e das prostitutas.
Para falar a verdade, eu já tinha experimentado a mesma coisa na Romênia: a vida de bordel era muito intensa nos Bálcãs. E foi o que aconteceu também em Paris, pelo menos antes da guerra (…). Quando cheguei, tive longas conversas com muitas daquelas senhoras.

No início da guerra, morei em um hotel não muito longe do Boulevard Saint-Michel e fiz amizade com uma prostituta, uma velha senhora de cabelos brancos. Tornamo-nos bons amigos; Quer dizer: ela era muito velha para mim. Mas ela era uma comediante incrível, com talento para a tragédia. Eu a conhecia quase todas as noites por volta das duas ou três da manhã, pois sempre voltava muito tarde para o meu hotel. Isso foi no início da guerra, em 1940 – ou melhor, foi antes da guerra, pois durante a guerra não se podia sair depois da meia-noite. Andávamos juntas e ela me contava a vida dela, toda a sua vida – e a maneira como falava sobre tudo isso, as palavras que dizia: Fiquei fascinado! (…) As experiências que tive na minha vida com este tipo de pessoas ensinaram-me mais do que os encontros com intelectuais. “

Entrevista de Emil Cioran com Hans-Jurgen Heinrichs
Paris, 1983

Foto: Emil Cioran sentado no Jardim de Luxemburgo
Fonte: Livros Pendurados

Política de Privacidade — Garantir a confidencialidade dos dados pessoais dos usuários é de alta importância para nós, todas as informações pessoais relativas a membros, assinantes, clientes ou visitantes que utilizam nossos sistemas serão tratadas em concordância com a Lei da Proteção de Dados Pessoais de 26 de Outubro de 1998 (Lei n.º 67/98). As informações pessoais recolhidas podem incluir nome, e-mail, telefone, endereço, data de nascimento e/ou outros. O uso de nossos sistemas pressupõe a aceitação deste Acordo de Privacidade. Reservamos o direito de alterar este acordo sem aviso prévio, por isso recomendamos que você verifique nossa política de privacidade regularmente para manter-se atualizado(a). Anúncios — Assim como outros sites, coletamos e utilizamos informações contidas em anúncios, como seu endereço de IP (Internet Protocol), seu ISP (Internet Service Provider), o navegador utilizado nas visitas a nossos sites (Chrome/Safari/Firefox), o tempo de visita e quais páginas foram visitadas. Sites de Clientes — Possuímos ligação direta com os sites de nossos clientes, os quais podem conter informações/ferramentas úteis para seus visitantes. Nossa política de privacidade não se aplica a sites de clientes, caso visite outro site a partir do nosso, deverá ler sua própria politica de privacidade. Não nos responsabilizamos pela política de privacidade ou conteúdo presente nesses sites. Para maiores informações, entre em contato conosco.