• search
  • Entrar — Criar Conta

80 anos da Rádio Educadora (IX)

Colaborador de Navegos chega ao 10º texto da série traçando uma panorâmica social da cidade de Natal nesse ano da graça de 1940.

*José Vanilson Julião

[email protected]

1940 chega com as atenções no conflito mundial e no plano nacional o foco é o censo populacional marcado para 1 de setembro.

No sábado (22/6) realiza palestra pelo Indicador da Agência Pernambucana o representante da Comissão Censitária Nacional (Levi Cerqueira) e logo depois retorna a João Pessoa, onde fizera propaganda na Rádio Tabajara.

O prefeito de Natal, o engenheiro civil Gentil Ferreira de Souza, preside reunião da Comissão Censitária Municipal (secretariada pelo acadêmico Geraldo Fernandes), na quarta-feira (3/7), para intensificação da propaganda de esclarecimento pela imprensa e “IAP”.

Dez dias depois (quinta-feira, 18) a IAP – este o acronomo e não o das postagens anteriores com inversão das duas primeiras letras – transmite discurso de despedida do “doutor” Dioclécio Dantas Duarte (Natal, 16/10/1884 – Rio de Janeiro, 22/12/1975), com viagem marcada para o Rio, direto do Departamento de Agricultura. No sábado (24) fala o delegado municipal do Recenseamento, acadêmico Creso Creso Teixeira. Assim como na quinta-feira (29/8).

Na terça-feira (15/10) o professor Antonio Fagundes – diretor do Departamento de Educação – fala sobre o “Dia do Professor”. Na mesma semana “A Ordem” visita as novas instalações do “indicador”. – O salão passou por amplas modificações, apresenta aspecto agradável, sendo mostrada coleção de discos e as novas cabines para locutores e artistas. Luiz Romão interessa-se pelo aperfeiçoamento da estação amplificadora, hoje irradiada por toda a cidade.

Durante a pesquisa pela primeira vez aparece o nome do locutor do “Indicador”: Francisco Bulhões. Responsável pela cerimônia do banquete oferecido pelo comércio e classes produtoras em homenagem a Randolfo Abreu, no Grande Hotel (Ribeira), na quinta-feira 20/11. Com serviço dirigido pelo arrendatário (Teodorico Bezerra). Segue apresentação da orquestra do professor Paulo Lira.

Presentes: Rafael Fernandes Gurjão (interventor), Aldo Fernandes (secretário geral), Juvenal Lamartine de Faria (ex-governador), coronel Vidal Pessoa, João Galvão Filho, Gouveia de Moura, Cassimiro Lages, Odilon Garcia Filho, José Ribeiro, Adalberto Marques, Carlos Lamas, Aristofanes Fernandes, Francisco Ivo Cavalcanti, Antonio Martins, José Rebouças, Ulisses Medeiros, Stoessel de Brito, Augusto Pereira, Véscio Barreto, Luiz Veiga, Tácito Brandão, Carlos Farache, Gonzaga Galvão, Enico Monteiro, Severino Alves Bila, Velho Menezes e Cirilo Mousinho.

Mais: Manoel Gurgel, Paulo Varela, Ademar Medeiros, Dinarte de Medeiros Mariz, Francisco Veras Bezerra, João Medeiros, João Francisco Mota, João Massena, Sérgio Severo, Afonso Rique, Davi Cunha, José Lucena, Francisco Barbalho Júnior, João Ferreira de Souza, capitão José Ferreira, Francisco Cabral, Duodécimo Rosado, José Palatnik (de uma família de imigrantes da Europa), João Bezerra, Abel Viana (panificador e antigo atleta amador do América Futebol Clube), Antonio Justino Bezerra, Lívio Amaral, Simplício Cristino, Anibal Calmon Costa, Eduardo Gurgel Filho, João Cunha Azevedo, Rafael Pereira, Francisco Martins, Alberto Pires, Aurino Suassuna, José Bezerra Cristino e José Otoch.

Além de profissionais de “A República”, “A Ordem” e “O Diário”, representantes das firmas Fernandes & Cia, Alves de Brito, Gurgel Amaral, Aureliano Medeiros, Benvenuto Pereira, Monte & Rebouças, Ezequiel M. de Souza, João Câmara, Warton Pedrosa, Oton Osório, Bezerra & Cia, Viúva Machado, Guilherme Letieri, M. Carvalho, Florencio Luciano, Armando China, etc.

O ano não poderia terminar sem uma birra do vespertino católico. Textualmente: “Várias vezes temos nos referido com simpatia ao Indicador da Agência Pernambucana. Hoje, porém, discordamos da orientação em aceitar elementos sem credenciais artísticas para usar a rede sonora ouvida em toda a cidade. Ontem a população ouviu com nojo e revolta um quarto de horas de emboladas incríveis. Pedimos providencias ao Romão, que sabemos nunca concordou semelhantes abusos” (1.557 – sexta-feira, 6/12).

O leitor atento com a história da cidade notará que muitas destas personalidades permanecem no imaginário local. Algumas ocuparam postos de destaque na sociedada, na iniciativa privada e na política. Outras fazem parte da história da organização da Rádio Educadora. Inclusive citadas no artigo anterior e ao longo desta série.

Política de Privacidade — Garantir a confidencialidade dos dados pessoais dos usuários é de alta importância para nós, todas as informações pessoais relativas a membros, assinantes, clientes ou visitantes que utilizam nossos sistemas serão tratadas em concordância com a Lei da Proteção de Dados Pessoais de 26 de Outubro de 1998 (Lei n.º 67/98). As informações pessoais recolhidas podem incluir nome, e-mail, telefone, endereço, data de nascimento e/ou outros. O uso de nossos sistemas pressupõe a aceitação deste Acordo de Privacidade. Reservamos o direito de alterar este acordo sem aviso prévio, por isso recomendamos que você verifique nossa política de privacidade regularmente para manter-se atualizado(a). Anúncios — Assim como outros sites, coletamos e utilizamos informações contidas em anúncios, como seu endereço de IP (Internet Protocol), seu ISP (Internet Service Provider), o navegador utilizado nas visitas a nossos sites (Chrome/Safari/Firefox), o tempo de visita e quais páginas foram visitadas. Sites de Clientes — Possuímos ligação direta com os sites de nossos clientes, os quais podem conter informações/ferramentas úteis para seus visitantes. Nossa política de privacidade não se aplica a sites de clientes, caso visite outro site a partir do nosso, deverá ler sua própria politica de privacidade. Não nos responsabilizamos pela política de privacidade ou conteúdo presente nesses sites. Para maiores informações, entre em contato conosco.